Receba notícias

    • Cadastre seu E-Mail:

      Ver últimos Feeds

 

Frase do dia

As palavras não devem ser esbanjadas, pois podem faltar quando for necessário que seu peso influa em alguma circunstância decisiva da vida.

(Carlos Bernardo González Pecotche (Raumsol))

 

Facebook

 

Contato Rápido





 

 

Estatísticas

13/08/2018

  • Catedral da Sé em São Paulo

    Religião - Catedral da Sé em São Paulo.

    Resultado de imagem para imagem noturna catedral da sé em são paulo

    Imagem noturna Catedral da Sé  em São Paulo.

    Resultado de imagem para imagem noturna catedral da sé em são paulo

    Imagem interna Praça da Sé em São Paulo

    Imagem da Catedral da Sé, é a maior igreja de São Paulo, foi restaurada entre 2000 e 2002, em São Paulo, Brasil.

    Catedral da Sé em São Paulo.

    Catedral Metropolitana de São Paulo ou Catedral da Sé, é a catedral da Arquidiocese de São PauloBrasil. Localiza-se na Praça da Sé, no Zona Central do município de São Paulo.

    Em 2013 o Arcebispo Metropolitano da Arquidiocese era o cardeal Odilo Pedro Scherer. A sua construção, em estilo neogótico, começou em 1913 e terminou cerca de 40 anos depois. A construção estava pronta para o 400º aniversário de fundação da cidade. Os restos mortais do cacique Tibiriçá e dos padres jesuítas Manuel da Nóbrega e José de Anchieta estão na cripta da catedral.

    Apesar de ter uma cúpula de estilo renascentista, a Catedral Metropolitana de São Paulo é considerada como o quarto maior templo neogótica do mundo. A catedral é o templo principal da paróquia de Nossa Senhora da Assunção de São Paulo, criada em 10 de agosto de 1591.

    Praça da Sé em foto de 1880 de Marc Ferrez. A velha catedral de São Paulo está à direita.

    A história da catedral de São Paulo começa em 1589, quando se decidiu que uma igreja principal (Matriz) seria construída na pequena vila de São Paulo de Piratininga. Esta igreja, situada onde está hoje o Monumento a Anchieta, escultura de Heitor Usai na Praça da Sé, foi terminada em torno de 1616. São Paulo transformou-se em sede de diocese em 1745, e a partir dessa data, a antiga igreja foi demolida e substituída por uma nova, construída em estilo barroco, terminada em torno de 1764. Esta modesta igreja seria a catedral de São Paulo até 1911, quando foi demolida.[1]

     Catedral neogótica[editar | editar código-fonte]

    Inauguração da Catedral, em foto de Werner Haberkorn.

    A catedral atual foi construída por iniciativa de Dom Duarte Leopoldo e Silva, primeiro arcebispo de São Paulo.[2] Os trabalhos começaram em 1913 no local da catedral colonial demolida. O arquiteto responsável foi o alemão Maximilian Emil Hehl, que projetou uma enorme igreja em estilo eclético, por possuir vários elementos de estilos distintos, como a cúpula e o arco ogival, mas que predomina claramente o neogótico, inspirada nas grandes catedrais medievais europeias.[3]

    Praça da Sé e a catedral

    Todos os mosaicos, esculturas e mobiliário que compõem a igreja foram trazidos por navio da Itália. Entretanto, devido às guerras mundiais, houve grande dificuldade para se concluir a obra. Assim, a inauguração da nova catedral ocorreu somente em 1954, com as torres ainda inacabadas, mas a tempo para a celebração do quarto centenário de São Paulo, no dia 25 de janeiro. As torres foram terminadas somente em 1967. As obras foram tocadas inicialmente por Alexandre Albuquerque, e, a partir de 1940, por Luís Inácio de Anhaia Melo.[1]

     Restauração[editar | editar código-fonte]

    Após um longo período de deterioração, a catedral foi completamente renovada entre 2000 e 2002. Com o fim de reparar o edifício, muitos pináculos sobre o nave e as torres foram terminados. As plantas originais, datadas de 1912, foram encontradas dentro do próprio edifício, permitindo uma restauração fiel ao projeto original.[4]

    A restauração incluiu reparos nos vitrais, revitalização dos sinos, manutenção das redes hidráulica e elétrica, resolução de problemas que ameaçavam a estrutura - como rachaduras e infiltrações - e lavagem e pintura do prédio. Restaurada, a catedral ganhou 14 torreões novos, previstos no projeto original de 1912 de Maximilian Emil Hehl. Em 2002, reabriu as portas após obras que consumiram R$ 19,5 milhões.[4]

Cometários

Postagem em questão: “Religião - Catedral da Sé em São Paulo.”

 

  1. Ainda não temos comentários nesta matéria, seja você o primeiro!!

Enviar Comentário
Nome (obrigatório)
E-Mail (não será publicado) (obrigatorio)
Cidade (obrigatorio)
 
 

 

Veja também

[x] Fechar