Receba notícias

    • Cadastre seu E-Mail:

      Ver últimos Feeds

 

Frase do dia

O contentamento é a pedra filosofal que tudo transforma em ouro.

(Thomas Fuller)

 

Facebook

 

Contato Rápido





 

 

Estatísticas

09/07/2017

  • Envolvimento no assassinato do Cabeleireiro.

    Envolvido em latrocínio de cabeleireiro em Londrina é preso

    Redação Paiquerê

    Roge morte cabeleireiro - Foto: Paiquerê

    Roge de Souza Silva. Foto: Paiquerê

    Foi apresentado na manhã desta sexta-feira (14), na 10ª Subdivisão Policial de Londrina, Roge de Souza Silva, de 28 anos. Ele, que foi preso nesta semana, é acusado de envolvimento na morte do cabeleireiro Sandro Tagliari, de 39 anos, que teve o corpo encontrado entre o distrito da Warta e o jardim Paris, no final de junho. Em entrevista coletiva à imprensa, o delegado-chefe da décima, Osmir Ferreira Neves, deu detalhes sobre o crime a partir da investigação realizada pela Polícia Civil.

    Segundo ele, Tagliari passou pela região da Catedral e foi para um encontro casual com Silva e outro rapaz, conhecido pelo apelido de “Avatar”, este último está sendo procurado. Os três foram até um motel e em determinado momento do programa Roge e o outro homem, supostamente sob efeito de drogas, realizaram ações de tortura e mataram o cabeleireiro por esganadura.

    Após o assassinato, eles colocaram o corpo de Sandro Tagliari em seu próprio carro e o abandonaram  em uma estrada na zona norte da cidade, que foi encontrado no dia 27 de junho. Posteriormente, venderam o veículo por cerca de R$ 300. O carro foi recuperado com contrabandistas de cigarro na região de Guaíra, na fronteira do Paraná com o Paraguai na semana passada. Ele responderá pelo crime de latrocínio, que é roubo seguido de morte.

09/07/2017

  • Policial Militar vai para o Banco dos Réus.

    Policial militar acusado de matar adolescente em Londrina vira réu

     

    Redação Paiquerê

    O Policial militar Bruno Carnelos Zangirolami, acusado de matar o adolescente Gabriel Sartori, de 17 anos, em frente ao Colégio Estadual Professora Maria José Balzanelo Aguilera, na zona sul de Londrina, no dia de 15 de junho, se tornou réu. A juíza da 1ª Vara Criminal da cidade, Elisabeth Khater, recebeu a denúncia oferecida pelo Ministério Público do Paraná (MP-PR) na quinta-feira (13). A partir de agora, o PM será processado formalmente e julgado.

    A juíza ainda determinou que Zangirolami não se aproxime ou mantenha contato com as testemunhas que estão arroladas na denúncia, que sua função como policial fique restrita apenas para atividades administrativas e internas, não mantendo contato com o público, e que o porte de arma seja restrito.

    O policial foi denunciado pelo crime de homicídio com dolo eventual, ou seja, quando não há intenção, mas a pessoa assume o risco de causar a morte. Na denúncia oferecida pelo MP, através do promotor Ricardo Domingues,  o magistrado sustenta que o soldado da 4ª Companhia Independente assumiu o risco de causar a morte do adolescente, efetuando o disparo, que ricocheteou no chão, e atingiu o jovem.

09/07/2017

  • Morte no Plantão de Polícia.

    Homem é morto após invadir setor de plantão da 10ª SDP

     

    Redação Paiquerê

    Um homem, identificado como Rogério Teixeira, de 46 anos, foi morto durante a madrugada deste sábado (15) ao invadir o setor de plantão da 10ª Subdivisão Policial, no centro de Londrina. Por volta das 3 horas, Teixeira, muito alterado, foi até o local e estourou duas portas de vidro da delegacia.

    Mesmo recebendo ordem de parada do único policial que estava de plantão, ele não parou e continuou. O policial teria atirado contra a parede para alertá-lo, porém o homem foi para cima do policial, que disparou novamente. O invasor foi alvejado no pescoço e morreu no local.

    Com ele foram encontrados um eppendorf com cocaína, e comprimidos de medicamento para estimulação sexual. Rogério Teixeira seria vigilante de uma empresa de segurança na cidade.

    O delegado-chefe da 10ª Subdivisão, Osmir Ferreira Neves, concedeu entrevista coletiva na manhã deste sábado sobre o caso. Segundo ele, foi instaurado um inquérito para investigar a situação e até que seja concluído, o policial está afastado de suas funções. “São circunstâncias que estão sendo apuradas e o inquérito será justamente para se determinar todos os fatos de forma clara e objetiva”, frisou.

09/07/2017

  • Banho de sangue, mortes.

    Jovem mata ex-namorada a tiros e comete suicídio na zona leste

    Redação Paiquerê

    Eles terminaram o relacionamento recentemente. Foto: Reprodução Facebook

    Eles terminaram o relacionamento recentemente. Foto: Reprodução Facebook

    Viviany Mirelly Lopes, de 18 anos, foi morta a tiros na noite desta sexta-feira (14) pelo ex-namorado, Silas Prado Júnior, 20. O crime aconteceu na rua Orlando Sisti, no jardim Abuassafe, na zona leste de Londrina, a poucas quadras de onde morava. Ela trabalhava como caixa em um supermercado da região e tinha acabado de sair do serviço, por volta das 20 horas, quando foi alvejada por dois disparos na porta de casa.

    Após a morte da garota, a Polícia Militar recebeu a informação que o autor seria o ex-namorado e foi até a residência de Júnior, porém, quando chegaram no local, o encontraram morto, com um revólver junto ao corpo. Eles terminaram o relacionamento a pouco tempo e o ciúmes teria sido a causa para o crime. O rapaz, inclusive, havia feito várias ameaças a Viviany recentemente.