Receba notícias

    • Cadastre seu E-Mail:

      Ver últimos Feeds

 

Frase do dia

()

 

Facebook

 

Contato Rápido





 

 

Estatísticas

11/04/2018

  • Lula, preso de luxo

    Plantão Os Cobras da Notícia - PF diz que Lula recebe os mesmos benefícios dos demais presos

    Redação Tarobá News
    Política | Publicado em 11/04/2018 às 16:55

    Foto: divulgação

    A Polícia Federal (PF) informou hoje (11), por meio de nota, que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, réu da Lava Jato que cumpre pena na sede da PF no Paraná, não recebe “qualquer outro benefício que não se aplique aos demais custodiados que se encontram atualmente na unidade policial”.

    A nota foi publicada em resposta a notícias de que Lula estaria recebendo tratamento privilegiado em comparação a outros presos.

    Segundo a PF, o regime de visitas de advogados e familiares aplicado não sofreu qualquer alteração destinada a beneficiar o ex-presidente. Além disso, acrescenta a nota, o presidente não tem contato com “nenhuma pessoa ou mesmo servidor, à exceção daqueles envolvidos na sua segurança”.

    “Todos os procedimentos adotados com relação ao ex-presidente são os mesmos aplicados aos demais custodiados, salvo exceções específicas autorizadas pelo Juízo da 12ª Vara Federal de Curitiba/PR, responsável pelos procedimentos de execução penal”, acrescenta a nota.

    A pedido do juiz Sérgio Moro, Lula está sendo mantido em um espaço separado, tendo à sua disposição um aparelho de televisão.

    Transferência

    Mais cedo, em nota enviada à imprensa, o Sindicato dos Delegados de Polícia Federal do Estado do Paraná informou que enviou ofício à Superintendência da PF no estado pedindo a imediata transferência de Lula da sede da PF, em razão da “invasão” da região próxima ao prédio por “centenas de pessoas ligadas a movimentos sociais e outras facções”.

    O sindicato argumenta que a grande movimentação no local tem provocado transtornos aos moradores da região e prejudicado atividades de trabalho dos policiais.

     

    Agência Brasil 

11/04/2018

  • Mundo das Drogas.

    Plantão Os Cobras da Notícia - Operação Gaeco em Cidade Gaucha Pr.

    (Foto: Ilustração/Reprodução/O Bemdito) - Operação contra o tráfico de drogas prende sete pessoas
    Operação Gaeco em Cidade Gaúcha.

    Na madrugada desta quinta-feira (12), foi deflagrada a Operação Carricare, que do latim significa carregamento-, sendo cumprido diversos mandados de prisão e de busca e apreensão no município de Cidade Gaúcha.

    Foram presos 6 homens e uma mulher, todos envolvidos com tráfico de drogas.

    A quadrilha trabalhava trazendo drogas do Estado do Mato Grosso do Sul, e distribuía para o Estado de São Paulo e Rio de Janeiro.

    Os presos estão sendo encaminhados para Maringá.

    A operação contou com o apoio de policiais militares do 7° e 25° BPM.

11/04/2018

  • Maracutaia do pão em Abatiá.

    Plantão Os Cobras da Notícia - MPPR obtém na Justiça bloqueio de bens de ex-prefeita de Abatiá e mais oito réus por irregularidades no pagamento de pães pelo Município

     

    Resultado de imagem para imagem,pães

    Maracutaia do pão em Abatiá.

    A Promotoria de Justiça de Ribeirão do Pinhal, no Norte Pioneiro paranaense, obteve liminarmente na Justiça nesta quarta-feira, 11 de abril, o bloqueio de bens da ex-prefeita de Abatiá (município da comarca) na gestão 2013-2016 e de mais oito réus em ação civil pública por ato de improbidade administrativa. O valor do bloqueio é de R$ 316 mil.

    O Ministério Público ajuizou a ação após constatar que, em dois procedimentos licitatórios, o Município de Abatiá pagou valores indevidos na compra de pães produzidos pela unidade municipal do Programa do Voluntariado Paranaense (Provopar). Conforme apurado pelo MPPR, parentes da então prefeita tinham o controle sob a administração do Provopar em Abatiá, que venceu licitação para fornecimento dos pães. Os procedimentos licitatórios, afirma o MPPR, continham diversos ilícitos e foram dirigidos para atender interesses pessoais dos envolvidos. Ademais, as quantidades efetivamente fornecidas eram muito menores do que as que foram pagas.

    Na análise do mérito da ação, a Promotoria de Justiça requer a condenação dos réus às penas da Lei de Improbidade, como perda da função pública, suspensão dos direitos políticos, ressarcimento dos danos causados ao erário e pagamento de multa. Pede ainda o pagamento de aproximadamente R$ 316 mil a título de danos materiais e morais coletivos.

    Resultado de imagem para imagem,municipio de abatiá

    Quadrilha do pão em Abatiá.

11/04/2018

  • Operação contra tráfico de drogas.

    Plantão Os Cobras da Notícia - Polícias Civil e Militar realizam operação de combate ao tráfico de drogas

     

    Na manhã desta quinta-feira (12) uma Força Tarefa formada pelas Polícias Civil e Militar de Capanema e policiais federais de Foz do Iguaçu deu cumprimento a 10 Mandados de Busca e Apreensão em locais suspeitos de serem utilizados para a distribuição de drogas e a receptação de objetos furtados e roubados.

    Essa operação policial e resultado de investigações que se iniciaram  logo após a prisão em Capanema em dezembro de 2017 de oito pessoas pelo crime de tráfico de drogas.

    A Operação Oráculo foi deflagrada hoje a partir das informações conseguidas à época das prisões de dezembro  de 2017 e levaram a identificação dos locais vistoriados hoje pela Polícia em busca de drogas e outros ilícitos.

    Na deflagração de Operação Oráculo foram utilizados cães de faro da Polícia Federal de Foz do Iguaçu e do BPFron para auxiliarem na tarefa de localização de drogas.

    Como resultado das ações dessa manhã, foram presas quatro pessoas em flagrante e apreendidas porções de drogas prontas para a venda, além de balanças de precisão , telefones celulares e material de embalagem de drogas.

    Todos os presos e as drogas apreendidas foram encaminhadas à Delegacia de Policia Civil de Capanema onde foram autuados em flagrante.

    Essa é mais uma ação conjunta das forças policiais na fronteira Sudoeste Paranaense no combate ao crime na fronteira.


    Fonte: Assessoria 

[x] Fechar