Receba notícias

    • Cadastre seu E-Mail:

      Ver últimos Feeds

 

Frase do dia

Só há dois dias no ano que nada pode ser feito. Um se chama ontem e o outro se chama amanhã, portanto hoje é o dia certo para amar, acreditar, fazer e principalmente viver.

(Dalai Lama)

 

Facebook

 

Contato Rápido





 

 

Estatísticas

11/10/2018

  • Furtou a Mãe para comprar drogas.

    Mundo das Drogas - Filho de 40 anos é preso depois de furtar a mãe para comprar drogas em Curitiba Ele é suspeito de se apropriar dos bens e proventos da mãe, que é uma idosa de 72 anos.

    Fonte: Banda B

    (Foto: Divulgação Polícia Civil)

    Mal tratar, apropriar-se de bens, coagir o idoso, entre outras inúmeras infrações que contam no estatuto do idoso é crime e o responsável é punido. Foi o caso de um homem de 40 anos, preso em flagrante por policiais civis da Divisão de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP), na quarta-feira (10/10), no bairro Campo Comprido, em Curitiba. Ele é suspeito de se apropriar dos bens e proventos da mãe, que é uma idosa de 72 anos.

    O crime foi denunciado na delegacia no setor de vulneráveis pela própria família, o que resultou na prisão do homem. De acordo com a polícia, o crime aconteceu após o filho pedir para a vítima dinheiro para comprar drogas e a mãe não deu.

    Quando os policiais chegaram no local, ele estava saindo da casa com três pacotes de café para vender em biqueiras para poder usar droga. “Durante as diligências, a equipe policial contatou que contra ele que havia um mandado de prisão em aberto contra um crime de roubo, cumprindo no momento do flagrante”, conta o delegado responsável pelo caso, Cássio Conceição.

    O mandado que constava em seu desfavor foi expedido pela 1ª Vara de Execuções Penais de Curitiba. No momento da prisão o suspeito usava tornozeleira eletrônica. Na delegacia, ele foi ouvido e negou todos as denúncias contra ele.

    Ele foi autuado pelo crime de apropriar-se de ou desviar bens, proventos, pensão ou qualquer outro rendimento do idoso, sob pena de um a quatro anos de reclusão.

11/10/2018

  • Acusado de Corrupção

    Investigação -Um dia após prisão, tribunal manda soltar ex-governador Marconi Perillo O tucano havia sido preso nesta quarta-feira, 10, no âmbito da Operação Cash Delivery

    Fonte: Banda B

    Do Céu para o Inferno. A Vida de um político acusado de corrupção.
    O Tribunal Regional Federal da 1ª Região determinou a soltura do ex-governador Marconi Perillo (PSDB), no âmbito de habeas corpus. O tucano havia sido preso nesta quarta-feira, 10, no âmbito da Operação Cash Delivery, que mira suposto repasse de R$ 10 milhões da Odebrecht para suas campanhas em 2010 e 2014. A Corte acolheu pedido da defesa.

     

    Após ser preso nesta quarta-feira, o ex-governador Marconi Perillo (PSDB) prestou depoimento em que negou a prática de crimes à Polícia Federal.

    O tucano é investigado na operação Cash Delivery e já havia sido alvo de busca e apreensão na sexta-feira, 28. Em 28 de setembro, Perillo foi alvo de busca e apreensão. Jayme Rincón, ex-tesoureiro de Perillo e coordenador da campanha ao governo do Estado de José Eliton (PSDB) – aliado do tucano e que busca a reeleição -, foi preso pela PF na ocasião com R$ 900 mil.
     

    Defesa

    Em nota, o advogado Antonio Carlos de Almeida Castro, Kakay, que defende Perillo, afirmou: “A Defesa de Marconi Perillo acaba de conseguir uma liminar no Tribunal Regional Federal para a imediata LIBERDADE do ex Governador. Como adiantamos desde o primeiro momento a prisão era ilegal, arbitrária e infundada e de certa maneira afrontava outras decisões de liberdade que já foram concedidas nesta mesma operação. A Defesa não tem nenhuma preocupação com os fatos investigados e temos absoluta convicção na inocência plena do Marconi. O que pedimos, desde o início, é o respeito às garantias constitucionais. Ninguém esta acima da lei e apoiamos toda e qualquer investigação, mas sem prejulgamentos e sem o uso desnecessário de medidas abusivas”.

11/10/2018

  • Grande Governadora

    Cida continua Governando o Paraná com tranquilidade.

    Enquanto os marmanjos derrotados choravam pelos cantos a lamentar seu desastre pessoal, a governadora Cida Botghetti deu lição de dignidade. Aceitou o resultado das urnas, analisou as circunstâncias históricas que mudaram o rumo das eleições no Brasil e no Paraná e manteve a serenidade.

    Na segunda-feira, poucas horas após a confirmação do resultado da eleição, a governadora Cida Borghetti chegou ao Palácio Iguaçu. Quem esperava a expressão de abatimento ou de tristeza pele derrota foi surpreendido com uma Cida sem mágoas. Tranquila, o belo sorriso no rosto. Percorreu os corredores do Palácio Iguaçu, conversou com os funcionários. Agradeceu pela dedicação e solicitou um esforço a mais até dezembro. Um gesto de elegância, inédito. Alguns servidores jamais tinham cumprimentado o chefe do Palácio Iguaçu em décadas.

    Antes das 10h Cida despachava no gabinete. Passou comandos, convocou reuniões e assinou a criação de ouvidorias nos órgãos.

    O ritmo acelerado das primeiras horas pós-eleição seguiu durante esta semana. Assinatura de convênios, programação de viagens para o interior, audiências e mais reuniões. O objetivo é acelerar o que vem sendo feito e deixar a casa em ordem para o dia 1º de Janeiro. E a quem a ela pergunta como está?! Cida responde sem lamúrias ou a dar oportunidade para dramas: pronta e com orgulho de ter a oportunidade de trabalhar pelo Paraná.

11/10/2018

  • Amor ao próximo

    Doção de órgãos - Bebê de três meses é o mais jovem doador de órgãos do Paraná

    Foto: Agência Estadual de Notícias)

     Em meio à dor de perder o filho único, a família de um bebê de três meses de idade resolveu dar esperança de vida a outra criança através da doação de órgãos. O bebê tornou-se o doador mais jovem do Hospital Universitário do Oeste do Paraná (HUOP), onde a cirurgia de captação foi realizada. Os rins do bebê foram encaminhados para o Rio Grande do Sul, para serem transplantados em uma menina de 2 anos de idade.

    A Comissão Intra-Hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplante do HU acompanhou todo o processo de doação, desde a realização do diagnóstico de morte encefálica, conversa com a família do doador e captação dos órgãos. Segundo os médicos que atenderam o caso, o bebê teve morte encefálica por conta de uma parada cardíaca causada por perda acentuada de líquidos.

    O secretário de Estado da Saúde, Antônio Carlos Nardi, lembra que toda doação de órgãos precisa ser autorizada pela família, por isso, a sensibilidade das equipes de saúde se torna crucial. “A conversa da família com a equipe de saúde sobre a possibilidade de doação acontece num momento de dor extrema. Mas nossos médicos e enfermeiros do Sistema Estadual de Transplantes têm tido o preparo e empatia necessários para explicar a possibilidade de salvar vidas por meio da doação”, diz Nardi.

    Compreensão

    Em entrevista à imprensa, a mãe do bebê doador, Cíntia da Silva, disse que a decisão de doar os órgãos do filho foi motivada pelo desejo de ajudar mães que passam pela dor de ver um filho sofrendo. Segundo ela, o ato de tornar-se mãe a fez ter uma compreensão melhor da vida e do mundo. “A gente sente a dor de outra mãezinha que está esperando uma ligação [da Central de Transplantes] para poder ajudar a criança. No caso do meu filho não tinha mais o que ser feito, mas por que eu não poderia ajudar outra mãe que está sofrendo?”, disse.

    Solidariedade

    O Paraná é o Estado brasileiro com maior índice de doações de órgãos por milhão de população. Enquanto a média nacional é de 17,5 doações por milhão de habitantes, no Paraná esse índice chegou a 49,2 em 2018. De janeiro a setembro deste ano, 468 famílias autorizaram a doação de órgãos de seus familiares e 418 destes resultaram em doações efetivas. Como cada doação pode beneficiar mais de um paciente, o número de transplantes realizados no Estado é bem maior, chegando a 722. Além desses, foram realizados ainda 636 transplantes de córneas no Paraná.

    “O Paraná é exemplo para o Brasil e para o mundo em doação de órgãos. Nossa população é solidária, cada vez mais consciente da importância da doação, e contamos com um Governo sensível, humano, que tem investido para que o Sistema Estadual de Transplantes esteja cada vez melhor estruturado”, finaliza o secretário.

    Campanha

    Para ser doador de órgãos não é necessário deixar nada por escrito, mas sim avisar seus familiares sobre o desejo de doar. “No momento da morte, são os familiares que autorizam ou não a doação. Por isso divulgamos sempre a campanha Doação de Órgãos, Fale sobre isso, um alerta para que o assunto seja discutido em família, o que vai facilitar a decisão quando for necessário”, explica a coordenadora da Central Estadual de Transplantes, Arlene Badoch.

11/10/2018

  • Morte na rodovia

    Luto, rodovias - Um jovem morreu e outro ficou gravemente ferido em acidente entre Jaguapitã e Astorga PR

    Fonte: Sertanópolis news

    Um jovem morreu em um grave acidente durante a madrugada dessa quinta-feira (11/10), na PR-454 (Rodovia José Carlos Carli), entre os municípios de Jaguapitã e Astorga. O acidente aconteceu próximo a ponte do Rio Bandeirante do Norte.

    Dois veículos que seguiam na mesma direção, uma VW Parati e uma GM montana se tocaram, segundo informações ambos os condutores perderam o controle e saíram da pista vindo a colidir contra bacias de contenção à margem da rodovia.

    Um jovem morador de Jaguapitã identificado como Marco Aurélio de 22 anos que estava na VW Parati acabou morrendo na hora, já o condutor da Montana foi socorrido e encaminhado para um hospital de Londrina em estado grave. Com o impacto no solo os veículos ficaram bastante danificados

    Luto, jovem perde a Vida em acidente.

[x] Fechar