Receba notícias

    • Cadastre seu E-Mail:

      Ver últimos Feeds

 

Frase do dia

Se os seus sonhos estiverem nas nuvens, não se preocupe, pois eles estão no lugar certo. Agora construa os alicerces.

(Shakespeare)


Publicidades

 

Contato Rápido





 

 

Estatísticas

Postado dia 17/10/2020 às 23:59:59

  • Suspeito de latrocínio

    Plantão Os Cobras da Notícia. Homem encontrado morto dentro de residência em Londrina.



Redação Blog do Gildo Alves

 

Plantão Os Cobras da Notícia.Homem encontrado morto dentro de residência.

O corpo do homem que foi encontrado morto dentro de uma casa na zona oeste de Londrina foi identificado no Instituto Médico Legal (IML). O velório e sepultamento de Renato Alisson Francisco, que tinha 31 anos, serão realizados no Cemitério Jardim da Saudade, na avenida Saul Elkind, ainda sem data e horário definidos. 

Francisco foi encontrado morto na manhã deste sábado (17) em uma residência, onde funciona um brechó, na rua Joaquim Murtinho, no jardim Novo Sabará, zona oeste de Londrina. Os principais ferimentos de tiros foram na região da cabeça. Logo após sua morte, o Instagram da marca de roupa do brechó teve todas as publicações apagadas. 

O crime
A Polícia Civil não descarta a possibilidade de um latrocínio, que é o roubo seguido de morte, mas diversos objetos de valores, como notebook e celular, não foram levados. Segundo o perito criminal Luciano Bucharles, a morte provavelmente aconteceu na noite da sexta-feira (16). "Estava caído na frente da porta de acesso da sala, a impressão que dá é que o autor ao arrombar a porta já se deparou com a vítima e efetuou os disparos", disse. 

Objetos que podem ajudar na investigação foram recolhidos pela Criminalística e imagens de câmeras de segurança das casas vizinhas também poderão ser utilizadas. "A casa estava bastante revirada, então pode ser que seja um roubo, que a vítima estivesse na posse de algum material que o autor veio buscar, ou seja, tem bastante coisa ainda para ser investigada", apontou o perito. 

Fonte: Tarobá Londrina



Compartilhe esta matéria!